Archive for the ‘ Aleatoriedades ’ Category

Michael Jackson ganha versão Mangá – e brazuca!

The King of Pop, Sir Michael Jackson ganhou uma personificação em mangá! O trabalho foi feito pelo professor de mangá Fabio Shin (e, modéstia parte, o cara fez um excelente trabalho). Ele disse, numa entrevista, que já tinha sido convidado para desenhar outros mangás, mas nenhum roteitro lhe agradava. Aproveitando o fato do seu ídolo voltar aos palcos nesse ano, aproveitou para colocar em prática a ideia de fazer a história de Michael em desenhos, mas o enredo mudou em poucos meses por causa de sua morte. Além de uma história biográfica, o projeto ainda mostra os sentimentos, os sonhos, os pesadelos, os conflitos internos e as fantasias do Rei do Pop.

“Todos os envolvidos neste projeto, inclusive eu, somos fãs de Michael Jackson e ficamos extremamente abalados com a sua morte repentina. Ele influenciou uma geração inteira de pessoas e a mim particularmente”, disse o professor e dono da escola Japan Sunset, que descobriu, durante suas pesquisas, que Michael era uma grande fã da cultura japonesa. –Só pra ter noção de como os caras envolvidos nesse projeto são admiradores de verdade,  Ledo Vieira, roteirista do mangá, é um dos organizadores do maior fórum do artista realizado no Brasil, o MJPIX.

O livro, que à princípio terá apenas uma edição e será vendido em livrarias, conta com 180 páginas e tem lançamento previsto para 2010, pela editora Seoman. Os desenhos são assinados por Shin e Rafael Kirschner, mas a equipe da Japan Sunset também participará de toda a produção do livro.

Segue aqui alguns desenhos do Mangá *-*

             

                             

Era isso por hoje^^ (e obrigada pela pauta de hoje Gabriel!)

Kissu, C.

Me dá o Chip Pedrooo!

Essa é pra rir um pouco, vai!

Bem… prefiro não comentar. 😛

Pra quem acreditou na critatria [que aconteceu realmente], a ceninha não passa do comercial de da Operadora OI. (é amigo, criatividade e o que não falta pros publicitários!! XD)

(ps.: acredite se quiser, tem até FUNK dessa gritaria! – onde a gente vai parar…)

O petróleo tem que ser nosso e será!

Por João Antônio de Moraes, coordenador da FUP

Após um ano de debates e disputas na sociedade – os movimentos sociais defendendo o monopólio estatal do petróleo e os empresários querendo a manutenção da Lei 9.478/97 que desregulamentou o setor – o presidente Lula propôs ao Congresso Nacional novas regras que alteram a atual legislação. A proposta do governo amplia o papel do Estado e se contrapõe ao projeto entreguista implantado pelos tucanos, mas, apesar dos avanços, ainda não é suficiente para garantir que este estratégico recurso natural seja de fato um bem público utilizado em prol do povo brasileiro.
Por outro lado, as mudanças propostas pelo presidente Lula colocam em xeque as práticas neoliberais e privatizantes que FHC e seu partido, PSDB, impuseram ao país, ao longo destes 12 anos de existência da Lei 9.478/97. Com o apoio do DEM e de outros políticos que hoje estão na oposição, eles quebraram o monopólio estatal, entregaram o petróleo e gás do país às multinacionais através de leilões, fragmentaram o Sistema Petrobrás, tentaram privatizar as refinarias (chegaram a vender 30% da Refap), cortaram investimentos estratégicos no setor de exploração, reduziram metade do efetivo de trabalhadores, desmontaram áreas de pesquisa, afundaram a P-36, causaram derramamentos de petróleo sem precedentes no Brasil, tentaram o golpe da Petrobras, entre outras atrocidades.
O projeto da direita, assim como hoje, era privatizar a Petrobrás e só não seguiu adiante no governo tucano porque os petroleiros e a sociedade brasileira reagiram e resistiram. O PSDB está, inclusive, buscando apoio de uma empresa de Houston, nos Estados Unidos, para assessorar os senadores tucanos na CPI que ataca a Petrobrás.

Capitu.

capitu

A dica é a minissérie que passou na televisão no final do ano passado e agora saiu (finalmente!) em DVD. É a recriação da história do livro “Dom Casmurro”, de Machado de Assis, com artes teatrais, e até circenses. Pra quem não lembra, a história, narrada por Bentinho (“ou Dom Casmurro, como preferir o nobre leitor“), descreve com riqueza de detalhes a amizade e o amor que dela nasce entre ele e sua vizinha um tanto quanto espevitada, Capitolina, com que jura se casar um dia antes de entrar no seminário. No livro, ele relata seus anseios, desejos, frustrações, e sua enorme paixão á ela, a “Cigana com os olhos oblíquos e dissimulados” que José dias lhe falara a descrição, porém,  “olhos de ressaca” para ele.

Muitos, a princípio, ficaram seriamente preocupados em como isso seria possível, afinal de contas a minissérie foi cenário-palcoinovadora no sentido de transportar o mundo dos teatros pra televisão, com algumas adaptações mais inovadoras, como uma mudança de cenário feita por uma cortina móvel, levada por 2 pessoas, o muro esburacado, desenhado a giz no chão do estúdio e focado de cima, ou até mesmo o mar, feito por um tecido azul imenso, agitado pelos outros atores da série. Com isso, o resultado saiu muito melhor que a encomenda! O sucesso e a repercussão foram notórios desde o primeiro momento.  Aliás, a minissérie ganhou o prêmio de melhor fotografia ABC 2009, o prêmio Desing & Art Directors 2009 e o Creative Review Best in Book 2009. Outros dois  fatores significativos nessa pequena trama é a narração de Bentinho conversando em primeira pessoa com o leitor, assim como no livro, intervindo em meio as cenas, e também a mistura da modernidade com o passado sem ser piegas. É possível ver a cena do baile, por exemplo, em que os personagens usam roupas do século XIX (ps.: o figurino da série toda é muito lindo, fato! :D), mas usando um Ipod para ouvirem a música e dançarem a canção.

Continue lendo

Dica para sair no findi…

Exposição O Realismo leva grandes mestres franceses ao MARGS

Os grandes mestres do Realismo francês serão expostos pela primeiravez no Rio Grande do Sul na mostra “Arte na França 1860 – 1960: O Realismo”,

que integra as comemorações oficiais do Ano da França no Brasil.

A exposição será aberta em 13 de julho para convidados e no dia seguinte

ao público e ficará em cartaz até 30 de agosto no Museu de Arte do Rio Grande

do Sul (MARGS).

.

A exposição reúne mais de cem obras de artistas grande importância,

criadas sob a influência do realismo francês, entre eles Courbet, Monet,

Van Gogh, Degas, Renoir, Cézanne, Balthus, Millet, Dérain, Miró, Dalí e Manet.

Continue lendo

Estilo e Rock Gótico:

O gótico designa uma fase da história da arte ocidental, identificável por características muito próprias de contexto social, político e religioso em conjugação com valores estéticos e filosóficos e que surge como resposta à austeridade do estilo românico.

Este movimento cultural e artístico desenvolve-se durante a Idade Média, no contexto do Renascimento do Século XII e prolonga-se até ao advento do Renascimento Italiano em Florença, quando a inspiração clássica quebra a linguagem artística até então difundida. Continue lendo

Onde está a ética e a honestidade na política brasileira?

Crise política ¬¬

Crise política ¬¬

O que está acontecendo com a democracia de Porto Alegre? Como todos sabemos a própria palavra ja diz ”povo no poder”,entretanto o contrário esta acontecendo, a governadora Yeda insisti em continuar no poder, mesmo com todas as acusações apontando para si…será um questão de vaidade ou algum poder político por debaixo dos panos??

Teremos que aguentar mais alguns anos com essa administração arbritrária??Qual será a solução para a política brasileira? Os votos nulos em massa já não são uma solução confiavel…talvez seja a hora de investigar seus candidatos e votar conscientemente.


Continue lendo